O vídeo abaixo mostra o exato momento em que um trator da prefeitura do Rio de Janeiro atropela um dos quiosques destruídos na Vila Kennedy no último sábado (10).

Observado pela comerciante que trabalhava no local, aos prantos, acolhida por amigos e familiares, a trabalhadora perdeu seu ganha-pão dois dias depois do Dia Internacional de Luta da Mulher Proletária.

video

Desde o anúncio da intervenção federal militar no Rio de Janeiro, a VK vem sofrendo com ações diárias das tropas do exército. Ao mesmo tempo, os antigos problemas enfrentados por moradores se agravaram, como a precarização da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), as quedas constantes de luz e a falta de saneamento básico.

A paralização da UPA da Vila Kennedy nos últimos dias acontece porque o prefeito Marcelo Crivella não pagou os servidores da saúde como prometido e segue sucateando as unidades do município com cortes nos orçamentos da saúde que comprometem o funcionamento das UPAs e das clínicas da família.

O mesmo prefeito disse que não sabia da operação que demoliu vários quiosques na Vila Kennedy e se faz de desavisado sempre que questionado sobre as ações antipovo de seu gerenciamento.

Comentários

Comentários

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

es_MXES
pt_BRPT_BR es_MXES