[Rio de Janeiro] Mais um dia de terror com o Caveirão Voador

Caveirão Voador é o nome dado pelos moradores de favelas ao helicoptero blindado da Core que se tornou o terror da cidade

A polícia tem empregado frequentemente essa aeronava em operações nas favelas do Rio, e principalmente utilizado como plataforma de tiro. A cada operação surgem diversos vídeos de celulares de vôos rasantes, diversos disparos e um clima de guerra por onde ele passa.

Esse procedimento bélico contra a população, não encontra nenhuma resistência em seus protocolos de uso ou determinações da corporação. Ao contrário, tem o entusiasmo do governo Wilson Witzel, que recentemente se promoveu nas redes sociais integrando uma operação que acabou em um desfecho desastroso.

No ano passado a organização de direitos humanos Redes da Maré, que atua no complexo de favelas, documentou 101 buracos de balas no chão, após uma operação intensa de disparos a partir do helicóptero. Todos próximos às escolas. Nesta operação o menino Marcus Vinícius de 13 anos foi morto a caminho da escola.

Hoje, mais uma vez na Maré, o helicoptero sobrevoou a região levando terror e pânico ao horário escolar de milhares de crianças. Os vídeos e postagens nas redes sociais foram diversos, e mais que denúncias, repercutem como pedido de socorro, de uma população em uma area de tiro deflagrado vindo de todos os lados.

Veja mais sobre a operação Redes da Maré

Fotos de: Douglas Lopes.

operac%cc%a7a%cc%83o-policial-13-05-2019-l-carol-aleixo-4-de-7-1024x682 operac%cc%a7a%cc%83o-policial-13-05-2019-l-carol-aleixo-6-de-7-1024x682 operac%cc%a7a%cc%83o-policial-13-05-2019-l-carol-aleixo-7-de-7-1024x682

 

Comentários

Comentários

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

es_MXES
pt_BRPT_BR es_MXES